Antes que percebam



          À revelia dos meus erros insisto em cometer o máximo de acertos que posso, para adquirir um tíquete em direção ao paraíso. E entendo as dificuldades envolvidas nessa jornada porque o mundo é gélido e o sol se distancia cada vez mais de mim, visivelmente.
          Não há o que lamentar. Uma respiração profunda seguida de várias outras estabilizadas, ajuda a encontrar o centro das emoções; pelo menos é o que dizem os treinadores emocionais que recebem para determinar o nível de estresse das pessoas e calcular a potência de suas auras em consonância com o universo.
      Toda a tristeza e as decepções acumuladas um dia precisarão escapar da represa na qual se encontram, é irreversível e irremediável. Pensar em qualquer tipo de fuga é tolice e covardia, não existe escapatória. Os que morrem antes retornam para assombrar os vivos, que se recusam a reconhecer a verdade e passam a vida atormentados, inebriados ou ambos.
       As caminhadas prometem coisas semelhantes a auto reconhecimento, sem autopiedade e luz calmante no final. Só esquecem de avisar de que há desvios, pedras no caminho. Ainda bem que o poeta não esqueceu. Mesmo assim seria mais fácil encarar aquelas filosofias de filmes de kung fu, com paisagens, maravilhosas e enigmas para decifrar. O cinismo em mim é maior do que eu imaginava!
         Não quero ser aquele que vai revelar a realidade ao mundo, muito menos outro com ideias radicais pré-concebidas, bradando um cajado de lágrimas e lamúrias contra os que discordam do que digo. Prefiro a paz que prometem aos domingos de manhã, mesmo que eu ainda esteja dormindo e não esteja apto a alcança-la. Seria essa uma dádiva ou punição?




           É muita divagação para um só momento, é preciso muito mais esforço e ação para fazer valer a pena, portanto, é melhor seguir o passeio em silêncio, antes que notem que estou conversando comigo mesmo. Em voz alta.



Marcelo Gomes Melo

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu feedback é uma honra!

Para ler e refletir

Sair da vida cedo demais Quando ela afirma que ama, não sabe o que diz, apenas repete o que vê nas novelas às quais assiste...

Expandindo o pensamento