O modo como agem os heróis



Não é pelo fato de gostar dela que eu vou retroceder nos meus princípios. Não é pela falta de oportunidades que deixarei de abrir o meu caminho, à força, se preciso for.
Os dias passam lentos sob o sol escaldante do deserto de possibilidades, no qual me incluo e fico arranjando desculpas para não declarar meu amor por ela. Prefiro manter a pose de mau e a ignorância dos fracos de coração, criando uma muralha intransponível, impenetrável, e jamais seria magoado por algum tipo de rejeição.
É interessante ser a estátua de gelo que não pode ser destruída e ter que suportar o peso dos desgostos alheios, que jamais pensarão que há uma mera possibilidade, bem distante, de conter sentimentos sob a aparência impassível e as poucas palavras.
Eis a razão pela qual não retrocederei. Com os passos firmes o olhar no horizonte sacrificarei todos os meus sonhos em troca do status de indestrutível. Quem toma as decisões mais difíceis e arca com as consequências merece estar no comando. Quem não tem a coragem necessária passa a vida reclamando, aos brados, e se escondem como ratos sob qualquer dificuldade. E ainda lhes resta a capacidade de culpar aos outros pelos seus próprios defeitos, descaradamente.
Culpam a Instituição em vez de sua falta de decoro e esforço, acusam prédios, inanimados, por não terem sido preparados corretamente, mas nunca olham para os seus inúmeros defeitos. Sempre que encaram um espelho enxergam a alguém melhor do que jamais serão.








Nenhuma recompensa individual tem qualquer valor, porque amor não correspondido é folha seca flutuando ao sabor do vento; amizade irretocável nem sempre é reconhecida, porque a maioria sempre tem algo material em mente, então ela perde o sentido.
Não retrocederei! Recusarei qualquer benefício sentimental e não oferecerei nada a ninguém, nem a ela, a quem amo. Farei o meu trabalho com honra e violência, tanta quanto necessária; perguntar é impróprio, adivinhar é estúpido. Apenas realizar o que pode ser realizado e seguir adiante, chamuscado e coberto pelo sangue dos outros, curando os próprios ferimentos através do tempo.
Um homem coberto de cicatrizes invisíveis, mentais, não pode provar as consequências dos seus atos. Julgadores improváveis são os que mais proliferam no mundo como baratas que sobrevivem a tudo para devastar o local no qual vivem, rápidos como uma praga de gafanhotos.
A espada afiada deve cair sobre essas nulidades sem dó, mesmo que se reproduzam mais rápido do que são eliminadas. Nada de piedade, soldado, não pense nela e nem em si mesmo, muito menos nos dois juntos. Não é assim que agem os heróis?



Marcelo Gomes Melo
 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu feedback é uma honra!

Para ler e refletir

Sair da vida cedo demais Quando ela afirma que ama, não sabe o que diz, apenas repete o que vê nas novelas às quais assiste...

Expandindo o pensamento