Fibonacci Sequence: English, Math and Portuguese


Fibonacci  sequence: English class interdisciplinar with math and Portuguese
É uma sucessão de números que, misteriosamente, aparece em muitos fenômenos da natureza. Descrita no final do século 12 pelo italiano Leonardo Fibonacci, ela é infinita e começa com 0 e 1. Os números seguintes são sempre a soma dos dois números anteriores. Portanto, depois de 0 e 1, vêm 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34…
Ao transformar esses números em quadrados e dispô-los de maneira geométrica, é possível traçar uma espiral perfeita, que também aparece em diversos organismos vivos. Outra curiosidade é que os termos da sequência também estabelecem a chamada “proporção áurea”, muito usada na arte, na arquitetura e no design por ser considerada agradável aos olhos. Seu valor é de 1,618 e, quanto mais você avança na sequência de Fibonacci, mais a divisão entre um termo e seu antecessor se aproxima desse número.
          Exemplos na natureza em que a sequência ou a espiral de Fibonacci aparece:


CONCHA DO CARAMUJO

Cada novo pedacinho tem a dimensão da somados dois antecessores.


CAMALEÃO

Contraído, seu rabo é uma das representações mais perfeitas da espiral de Fibonacci.


ELEFANTE

Se suas presas de marfim crescessem sem parar, ao final do processo, adivinhe qual seria o formato?


GIRASSOL

Suas sementes preenchem o miolo dispostas em dois conjuntos de espirais: geralmente, 21 no sentido horário e 34 no anti-horário.


PINHA
As sementes crescem e se organizam em duas espirais que lembram a de Fibonacci: oito irradiando no sentido horário e 13 no anti-horário.


POEMA CONTADINHO

Acharam o “número de ouro” até na razão entre as estrofes maiores e menores da Ilíada, épico de Homero sobre os últimos dias da Guerra de Troia.


A BELEZA DESCRITA EM NÚMEROS

A “Proporção de ouro” aparece tanto em seres vivos quanto em criações humanas. Na matemática, a razão dourada é representada pela letra grega phi: φ.


PARTENON

Os gregos já conheciam a proporção, embora não a fórmula para defini-la. A largura e a altura da fachada deste templo do século V A.C. estão na proporção de 1 para 1,618.


ARTES

Esse recurso matemático também foi uma das principais marcas do Renascimento. A Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, usa a razão na relação entre tronco e cabeça e entre elementos do rosto.


AS GRANDES PIRÂMIDES

Mais um mistério: cada bloco é 1,618 vezes maior que o bloco do nível imediatamente acima. Em algumas, as câmaras internas têm comprimento 1,618 vezes maior que sua largura.


OBJETOS DO COTIDIANO

Vários formatos de cartão de crédito já foram testados. O que se sagrou favorito do público têm laterais na razão de ouro. Fotos e jornais também costumam adotá-la.


ROSTO

Dizem que, nas faces consideradas mais harmoniosas, a divisão da distância entre o centro da boca e o “terceiro olho” pela distância entre esse ponto e uma das pupilas bate no 1,618.


CORPO

Se um humano “mediano” dividir sua altura pela distância entre o umbigo e a cabeça, o resultado será algo em torno de 1,618.


MÃOS

Com exceção do dedão, em todos os outros dedos as articulações se relacionam na razão áurea.

Fase I:
Após terem noção do funcionamento da sequência Fibonacci, os alunos deverão receber uma mensagem criptografada, a qual será transformada por eles em palavras, frases, orações e períodos, em inglês.

Para que isso seja feito, cálculos matemáticos são necessários, somando os dois números anteriores para atribuir o resultado para cada uma das letras do alfabeto. Depois de terminada tal atividade estarão aptos a substituir os números por letras, até descobrirem o que está escrito.
Fase II:

         Após descobrir a mensagem em inglês, farão uso do dicionário para traduzir a mensagem para a língua portuguesa.
Fase Final:
          Descoberta a mensagem, respondem a questionários de fixação do conteúdo em português e inglês.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu feedback é uma honra!

Para ler e refletir

O fim da existência como a conhecemos Os homens criaram a sociedade para exercer o controle das multidões com certa facilidade a...

Expandindo o pensamento