O final dos tempos e a tentativa de alcançar um plano superior



         A cada dia as coisas ficam mais confusas. As pessoas parecem estar sob o efeito de diversas coisas, drogas, emoções contraditórias, fé cega, impaciência crônica, cinismo em altas doses, descrédito sobre a existência de coisas positivas e atitudes cívicas, éticas, morais e bondosas, incluindo cada uma delas.
          Então as teorias da conspiração dominam uma boa fatia da sociedade, debatendo teorias absurdas, mas com resquícios de possibilidade, e isso causa uma enorme polêmica, principalmente em uma época em que as distâncias inexistem e as informações surgem como um piscar de olhos, sendo aperfeiçoadas antes de serem passadas à frente, lembrando a antiga brincadeira adolescente do telefone sem fio.
          Hoje ninguém com menos de trinta anos faz ideia de que brincadeira é essa, concentram-se em difundir coisas mais perigosas e próximas da realidade, através da tecnologia que veio para modificar as pessoas física e mentalmente. Atualmente os protocolos mudaram, e a forma dos pensamentos e atitudes também. O que era regra geral e crença total, agora é contestado brutalmente, polarizando lados, e possibilitando guerras frias, civis, estudantis, inclusive infantis.
          A confusão contribui para as teorias religiosas, extra-sensoriais e universais, produzindo fanáticos para todo o tipo de necessidade, com hipocrisia em massa e vitimização como arma para vencer a batalha do fim do mundo.
          O que se vê em torno, dia e noite, pode ser comparado ao que foi previsto na Bíblia, adivinhado por videntes, previsto por todo o tipo de privilegiados com linha direta para os céus. Em comum, a facilidade em angariar fundos financeiros de todas as formas, com as promessas mais bizarras e intragáveis, mas que funcionam, pois há uma imensidão de cordeiros dispostos a se deixar abater em troca de um lucro maior oferecido pelos seus líderes.
          As pessoas escolhem acreditar no que quer que seja com a esperança de salvação, de vida melhor, de sobreviver com algo bom para acreditar.
     O final dos tempos vem acontecendo claramente, principalmente para os milhões que, de alguma forma são abatidos pelo caminho levando consigo as crenças que aliviaram a consciência de que perderiam para ganhar um nível maior, alcançando um plano superior que seja perfeito para quem sofreu bastante durante a estadia nesse planeta em caos.




Marcelo Gomes Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu feedback é uma honra!

Para ler e refletir

Sair da vida cedo demais Quando ela afirma que ama, não sabe o que diz, apenas repete o que vê nas novelas às quais assiste...

Expandindo o pensamento