A rainha tem um bebê!

  

           Ela tem um bebê. Um garoto lindo e forte, faminto e curioso, alguém que veio com os seus olhos negros como o oceano à noite para iluminar a vida, anunciando, a partir daquele momento uma vida mais feliz, tranquila e repleta de esperança!
          Um bebê de mares tormentosos cercando um ambiente maravilhoso, mas cheio de dificuldades intrínsecas, superadas com tanta simplicidade que enternece a alma de todos os que se dão conta de que o mundo é lindo, uma parte dos seus habitantes é o que atrapalha.
          Ela tem um bebê! É uma fada que sabe cuidar com tanto carinho que emociona. O sorriso dela abarca o universo e abençoa o neném, que se sente aconchegado em nuvens de algodão doce; a voz morna de mamãe que encanta e completa o mundo fortalece a criança que devolverá em paixão todo o esforço voluntário para torna-lo feliz e amado incondicionalmente.
        Esse bebê lindo sorri para a mamãe, lhe acalma os terrores, faz correr por suas veias novos desejos de se transformar em alguém melhor, saudável, reconhecer o quanto sempre foi amada e que o amor costuma exercer o poder de fazer brilhar, fortalecer e ensinar novos caminhos, antes não percebidos ou não reconhecidos.
          Ela tem um bebê! Amor trocado sem dúvidas, canções que embalam o sono reparador, a arte de flutuar pelos locais sem se deixar abalar, mundo próprio que enleva e tudo vira sonho. Ela é linda e tem um bebê! Ambos, em sua caminhada espalharão flores e perfume inebriando aos que a amam incondicionalmente.
          Bênçãos ao príncipe que, nos braços de sua rainha passeia impoluto pelo Arco do Triunfo, o amor em forma de gente!



Marcelo Gomes Melo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu feedback é uma honra!

Para ler e refletir

Sair da vida cedo demais Quando ela afirma que ama, não sabe o que diz, apenas repete o que vê nas novelas às quais assiste...

Expandindo o pensamento