... E eu desejava o que ela desejava



          Fui para dentro dela

        Como para um gole de água no deserto
        Sedento, fixei os olhos em cada
Milímetro do seu corpo
E cerquei a sua passagem
Para garantir o meu domínio
Ela movia-se com leveza
E não demonstrava nenhuma apreensão
Concentrada em meus movimentos
Nos meus lábios apertados
E respiração ofegante, como a dela
Diminuí o espaço entre nós
Ficando o meu corpo colado
No corpo dela
A parede às suas costas
Minhas mãos à sua volta
Foi no instante em que nossos olhares
Se cruzaram
Que eu percebi que estava tudo dentro do script


Da forma em que ela desejava
Eu era a caça e não o contrário
Só vi que eu era a vítima tarde demais
Com as mãos firmes e macias
Ela me puxou contra si
E eu vi que não havia alternativa
A não ser mergulhar todo nela
Como eu desejava
A minha energia era dela
Eu desejava o que ela desejava.


Marcelo Gomes Melo


 

Para ler e refletir

A lenda do Bom Tejipió           Embaixo do pé de cajá ao anoitecer, com uma lança comprida de ponta fosca triangular, cort...

Expandindo o pensamento