O mundo à sua disposição



O mundo está à sua disposição desde que você é concebido, do desenvolvimento até os estertores de sua vida, linear ou confusa; geralmente confusa.
Uma vida linear, clara e rotineira é o que todos costumam apregoar como ideal, embora não aconteça com nenhum filho de Deus, e se acontecesse seria bastante chata, previsível e contrária ao livre arbítrio. A vida não é linear, os altos e baixos acontecem sempre por uma razão, uma atitude tomada gera reações imediatas, e tais reações mudam o rumo individual e afetam a coletividade, direta ou indiretamente.
Um caos mais ou menos controlado, embora paradoxal faz sentido nos corações e mentes, fazendo girar a imensa roda do destino com tragédias e alegrias, descobertas e desastres, mantendo a razão de existir com inspirações e conspirações, milagres e mistérios, fatores inusitados que causam todos os tipos de análises e teorias que ocupam o cérebro de fanáticos e aproveitadores, céticos e crentes em qualquer coisa.
Utilizar essa imprevisibilidade em proveito próprio é o pulo do gato, o alcance do alvo e a facilitação do viver. Como é possível aproveitar o que é imprevisível, de qualquer forma que seja? Talvez deixar rolar sem muitas implicações, lidar com as complicações sem tanto desespero e tensão, amenizar o que é impossível resolver completamente e apegar-se aos momentos iluminados de festividade e tranquilidade.
Uns defendem ser vítimas da manipulação do universo, outros do hipnotismo por parte de um ser superior, outros escolhem se isentar citando uma descrença em tudo, inclusive na própria existência no mundo. Em todas essas hipóteses uma única coisa em comum: todos os argumentos servem para distrair a vida, seguir convivendo com incertezas e negar o enorme vazio que seria caso não houvessem truques de todos os tipos para justificar o planeta, o universo e os seus seres.



Marcelo Gomes Melo
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu feedback é uma honra!

Para ler e refletir

Sair da vida cedo demais Quando ela afirma que ama, não sabe o que diz, apenas repete o que vê nas novelas às quais assiste...

Expandindo o pensamento