Humanidade: Hipocrisia e covardia a caminho do abismo








         Nesses tempos em que não se confia em ninguém, não se acredita em nada, os responsáveis pela imparcialidade são tudo menos isso, surgem profetas, radicais, seres absurdos com anti-ideias e uma barafuscada de suposições maldosas em benefício próprio que faz com que todos questionam a própria realidade.
          Responda-se, então, por que raios todos se acham no direito hipócrita de dizer que os políticos são corruptos (embora o sejam), quando esses ratos foram eleitos pelos próprios, e o comportamento de muitos no dia a dia seja fruto de atitudes sem ética, respeito e honestidade.
          Em uma sociedade fincada na lama, virada de cabeça para baixo pela tentativa de distorcer e até mudar regras que ajudam na evolução, que separam a civilidade da selvageria, soa vergonhoso brados de honestidade e decência por parte de quem comete pequenos delitos e sequer assume que são erros, falhas de caráter nocivas que recebem menor peso por parte dos milhões que o praticam.
          Não basta limpar a política, pois ela é fruto dos eleitores desinformados, tolos e corruptos com menor alcance, mas tão prejudicial quanto a dos mais altos mandatários.
          Como se corrige um povo ladrão por natureza, desonesto hereditariamente, contaminado por DNA corrupto através dos séculos e guiado por uma mídia degenerada que vende safadeza e instiga cruelmente a população a caminhar para um abismo sem retorno, matando as galinhas de ouro que os sustenta e alimenta.



         Quem mata aos poucos fatura muito mais. Quem tem dedos sujos deve evitar aponta-los para os outros.
  

Marcelo Gomes Melo
 

Para ler e refletir

Imperfeição              Eu posso dançar para você sob o toldo da calçada olhando a chuva que emoldura o luar, refletir em ...