Sob o meu corpo, sobre o meu corpo



Quero o corpo dela
Sob o meu
Para protegê-la fisicamente
Das tormentas furiosas.
Quero o corpo dela
Sob o meu corpo
Para protegê-la psicologicamente
Dos absurdos do viver.
Eu sei, não sou ingênuo,
Que posso falhar em algum momento,
Mas também sei que nesses instantes
O calor suave do corpo dela,
Os sussurros tranquilizadores
De lábios macios e promissores
Restabelecerão o nexo
Do nosso mundo particular
A minha proteção é ela
Sempre será ela
Sob o meu corpo, sobre o meu corpo



Ao meu lado
Em sintonia pura
Sem resquícios, sem arestas
Sem tudo.



Marcelo Gomes Melo

Para ler e refletir

A lenda do Bom Tejipió           Embaixo do pé de cajá ao anoitecer, com uma lança comprida de ponta fosca triangular, cort...

Expandindo o pensamento