Tensão a respeito da gentileza 



- Hoje em dia até os elogios são sombrios.
- O que quer dizer com isso?!
- As pessoas temem parecer gentis. Nada de “por favor”, “com licença”, obrigado... Talvez entendam que boa educação é sinônimo de fraqueza. Quanto a elogiar, então! Significa reconhecer algo de bom em outra pessoa, e isso pode atrapalhar os seus próprios planos.
- Desculpe, eu costumo lhe elogiar, se o que quer é massagem no ego. – ela diz e sorri, concentrada em cortar os legumes sobre a pia da cozinha.
- Não... Não é isso. – ele sorri melancolicamente – Trata-se de uma constatação geral, resultado de minha observação empírica do mundo.
- Acha que o mundo é muito diferente de nossa época adolescente?
- O tempo. – ele serve uma taça de vinho e oferece a ela, recebendo em troca um sorriso e um gesto de brinde – O tempo controla o universo, e agora ele está bem mais veloz.
- Acha que envelhecemos rápido demais?
- Acho que eles envelhecem rápido demais. Amadurecem à força, como frutas arrancadas ainda verdes da árvore e forçadas de maneira antinatural. Isso causa desvios de conduta que geram avaliações incorretas e aceleram ainda mais a ida de toda uma sociedade para o buraco, literalmente.
- E perdem a necessidade de elogiar por causa disso? É a sua teoria?



- A base de uma convivência saudável sempre foi a confiança, a intimidade e a autoestima. Reconhecer as qualidades e elogiar transforma comportamentos. Faz com que o trabalho em conjunto seja tranquilo e eficaz. Equilibra a necessidade de punições e correções porque elimina do processo algo registrado como humilhação.
- E por que as pessoas não são educadas e se recusam a elogiar?
- A marca desse tempo é o individualismo. A competição insana que controla a mente e o corpo fazendo com que as pessoas enxerguem apenas adversários, inclusive em quem amam. Há sempre disputas em todos os níveis.
- É o que chamamos de selva?
- As leis da selva são mais justas.
- E o que fazemos, então?
- Brindamos, meu amor. – eles sorriem e tocam as taças – Você está linda, a propósito!
- Você também, meu amor!




Marcelo Gomes Melo

Para ler e refletir

À procura de mim          Estou sempre me procurando para argumentar comigo mesmo, mas nunca me encontro. Estou sempre e...

Expandindo o pensamento