Sociedades corruptas produzem terroristas mercenários e desesperados




            Nasce em um ambiente em que a corrupção é a serventia da casa, se enroscando pelo corpo e subindo como hera venenosa, e para os mínimos detalhes é necessário passar para trás o seu próximo, não há amizades, apenas competidores.
          Passa uma vida de dificuldades, desconfiando de tudo e de todos, aprendendo os macetes da sobrevivência enganando até a si mesmo em frente ao espelho. No meio disso tudo tropica, cai na real. Em uma maldita terra de bandidos, ladrões profissionais e amadores nunca irá se criar, adquirir dinheiro e poder. Nesse ninho de cobras é apenas uma minhoca degenerada, se for esperto tem que buscar perspectivas melhores, novos rumos para a sua miserável existência.
          Ser radical é uma ideia. Pegar as tralhas e partir para a zona de conflitos no planeta em que precisam de braços de guerra para o sacrifício religioso através de armas, bombas e destruição é uma razão para viver. Ou morrer. Aterrorizar e destruir em nome de qualquer coisa é, pelo menos, um objetivo. Eis a receita para a produção de um mercenário amalucado disposto a destruir escolas e estações de trem, com pessoas dentro, é claro.
          Surge em um ambiente corrupto em que todos tentam roubar e enganar, em que os que deveriam zelar pela segurança, roubam. Os que deveriam cuidar e organizar os bens públicos, roubam. Porém, faz parte desde pequeno de uma comunidade diferente na qual os valores são diferentes e as atitudes são corretas, honestas e respeitadas, apesar da sacanagem geral.



          Isso cria os alicerces de quem irá defender as leis e os comportamentos éticos lutando para a disseminação das criaturas decentes sobre a atual maioria corrupta inexoravelmente.
          Os padrões elogiáveis, entretanto, não produzirão efeitos poderosos em todos os que escolherem o caminho da retidão moral e intelectual. Alguns se deixarão consumir pelo desespero ante a corrupção descarada e descaso com a vida humana.
          Esses, enxergando a ausência de gente capaz de fazer valer a lei em favor dos que merecem, rebelam-se em nível irrecuperável, armam-se fortemente e explodem grandes corporações que lesam o povo, cobram por serviços os quais não entregam, sequestram e esquartejam CEOs e donos de empresas que deveriam prestar serviços em vez de extorquir sem entregar o que prometem. Tocam o terror e se transformam naquilo que mais desprezam. São produtos do meio e terminam realizando tudo o que mais abominam. A corrupção tem o poder de se alastrar e alimentar a si própria. Todos perdem no fim das contas.



 

Marcelo Gomes Melo

Para ler e refletir

...Quando surgiram os espinhos e o tédio           Quando nos amávamos, eu não me importava com as mudanças de temperatura, com as ...