Teoria sobre o sabor dos beijos



          - Se eu te beijar, você me conta?

          - O quê?

          - Os segredos.

          - Os meus segredos?

          - Não. Os segredos de um bom beijo.

          - Impossível. Bons beijos vêm criptografados. As sensações são plurais, e, ao mesmo tempo individuais. Ninguém sente a mesma coisa duas vezes.

          - Quer dizer que há um código de barras de beijos, o que os tornam únicos de sua espécie?

          - Muito provavelmente.

          - Por essa teoria deve-se beijar o maior número de pessoas possível, garantindo inúmeros e diferentes prazeres?



         - Não. Isso não seria garantia de qualidade, apenas de quantidade. E gulodice. Gente que nunca se satisfaz por não saber definir a própria satisfação.

          - Garantia de um vazio interminável, então?

          - Garantia de que não há garantias.



Marcelo Gomes Melo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu feedback é uma honra!

Para ler e refletir

De filé e de humilhação...           Eu agarrei a chance pelas pernas literalmente, porque não sou homem de limitar os riscos, enl...

Expandindo o pensamento