A falta de atitude também parece atitude



         Existem os que não votam por ideologia; muito menos por conhecer e acreditar nas propostas, honestidade e competência do candidato. Votam apenas porque desejam estar com a maioria, para considerar a si mesmos vencedores, sem se importar  com o quão nocivo será para eles mesmos tal decisão.
          Existem os que estão sempre prontos para seguir, concordar com o que a maioria diz sem questionar, sem dar a si mesmos o direito de formar a própria opinião, mesmo que seja contrária à opinião da maioria. Pertencer à maioria sugere maior segurança; esconder-se atrás das linhas de frente, dos que morrerão por um ideal, isentando-se caso algo dê errado pode ser a decisão mais inteligente a tomar.
          E os que engrossam o caldo da sopa de desgraçados formam uma imagem corajosa em um quadro mais amplo; fotografam como uma força a mais quando estão sorrindo no meio de outros seguidores que não sabem nem o que estão seguindo ou defendendo, achando-se protegidos pelos enganados que os ladeiam.
          É assim que são feitos os grandes conchavos que decidem a vida de populações inteiras. É desse jeito que  a história é escrita, pelas pessoas que sequer leem com discernimento. É assim, como diria o poeta, que caminha a humanidade.



Marcelo Gomes Melo

Para ler e refletir

Relato poético de um detetive de homicídios             Desmaiou ao ver aquela compilação de vidas extintas exposta no mesmo loca...

Expandindo o pensamento