Pequenos tiranos dominando a sociedade brasileira
    


          Os pequenos tiranos, armados com seus ternos Armani e gel perfumado nos cabelos caminham impávidos, de peito estufado e olhar acima do horizonte, procurando por qualquer câmera de televisão para derramar sua verborragia inócua aos microfones, ávidos por demonstrar status, riqueza, arrogância e imbecilidade.

          São esses tiranos os que manipulam as leis e as distorcem ao seu bel prazer, não hesitando em utilizá-las de acordo com os próprios interesses, buscando ampliar o poder e beneficiar a si e aos seus protegidos importantes, os donos do dinheiro.

          Criadores de terroristas, é o que esses pequenos tiranos são! Para o próprio deleite adoram contrariar o desejo do povo, citando a base legal como desculpa, desdenhando dos que, segundo eles, desconhecem a letra fria da lei. Mas são legalistas desprovidos de senso de justiça; e a lei sem justiça, não serve ao povo. Tais pequenos tiranos sentem-se deuses, capazes de tudo, quando fazem ouvidos moucos aos clamores das ruas. Subjugar os desejos da população sob uma epiderme legal fria e fina como gelo é o seu afrodisíaco.

          É por isso que, em um país que jamais produziu terroristas natos, há a ampla possibilidade de surgirem radicalistas extremos fruto da ação manipulatória sem medidas desses tiranos em miniatura, os novos playboys das praias, que exacerbam do direito de ser cruéis até que percebam o caminho sem volta no qual se encontram. Não são deuses, são seres mimados advindos de berços de ouro que agora exercem o poder de manipular as leis criadas por seus ancestrais e se julgam acima do Bem e do Mal. Esse tipo de gente costuma perceber que exagerou apenas quando as massas batem às suas portas, cobrando a conta pela ditadura branca. E quando isso acontecer será tarde demais.
                              


                                          Marcelo Gomes Melo


Para ler e refletir

A vida é uma sequência de poemas costurados...         Todo dia eu componho uma canção diferente em meus pensamentos, com ve...

Expandindo o pensamento