As luzes


Ela sorri como se me conhecesse mais do que eu!

Por trás daquele sorriso há um mundo de inquietações

Que ela guarda consigo

Nunca me diz, e ainda assim, de vez em quando, eu sei...

Acho que sei, para no momento seguinte duvidar do que existe

Ah, a crueldade infinita que acomete aos que se defendem!

Ela me olha e eu penso, punhal enterrado no peito,

Será que ela me vê?

Alma feroz, pairando sobre a alma dela, a minha!

Será que ela sabe, será que tem paciência?

O olhar viaja mais rápido que a navalha.

Mas se ela se entrega, o mundo é perfeito.

 
Marcelo Gomes Melo

Para ler e refletir

A vida é uma sequência de poemas costurados...         Todo dia eu componho uma canção diferente em meus pensamentos, com ve...

Expandindo o pensamento