Sentimentos ferozes. Forjados?



     Cada movimento seu é uma incógnita, então preste atenção no que pretende fazer, pois o mínimo de descuido pode causar danos irreparáveis em um coração desprovido do escudo protetor por erro ingênuo individual de alguém como eu.
          Os malefícios os quais insiste em negar atingem como uma bomba a sensibilidade alheia, estilhaçando a ponto de não haver mais chance de colar e restituir a função anterior.
          As reentrâncias do palácio são pontos de fuga, e todos levam a locais que poderiam ser sinônimo de liberdade, mas para cada passo lhe será cobrado um preço, caríssimo e que nem sempre valerá a pena. O retorno é sofrimento em duas vias, sem carimbo e para sempre.
          O seu caminho é confuso, e quando me ponho lado a lado os espinhos envenenados me machucam, e os ferimentos não saram facilmente. No final de tudo permaneço cheio de cicatrizes não totalmente superadas, que doem sempre que chove, latejam como um tambor entoando uma canção triste que é tocada nos estertores da morte, física e sensorial.
          Atente para o fato de que as impossibilidades, às vezes são cultivadas artificialmente pelas pessoas que agem aleatoriamente, que não creem em si mesmas e sempre fazem as escolhas erradas.
          Os seus movimentos, até para você mesma são misteriosos, lhe inserem em armadilhas cruéis para todos os que lhe cercam, além de si mesma. Contorne as dúvidas e limite os seus desejos aos que realmente importam, para que aconteçam e lhe faça feliz.





          A vida é estranha e lenta, os prazeres fugazes e velozes. A chama que aquece o coração jamais deve estar morna, para evitar uma existência vazia e sem cor.



Marcelo Gomes Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu feedback é uma honra!

Para ler e refletir

Sair da vida cedo demais Quando ela afirma que ama, não sabe o que diz, apenas repete o que vê nas novelas às quais assiste...

Expandindo o pensamento