O século do egoísmo e do individualismo




     O individualismo e o egoísmo são as marcas principais desse século, inevitavelmente. O mundo encurtou, globalizou-se, os povos começaram a trocar ideias através de tecnologias úteis e importantes, mas, assim como a TV do russo Vladimir Zworykin, no século XX, tomaram rumos diferentes dos originalmente prescritos a cada um.
          A ideia para a TV era que fosse uma fonte de cultura e informação
imparcial, consciente e confiável, realizada com intenção de educar, alcançando distâncias cada vez maiores, obtendo resultados dignos de comemoração histórica. Não aconteceu. A TV hoje é um mero instrumento de manipulação das massas, um elemento importante de fazer muito dinheiro, comercializando a tudo, inclusive a vida das pessoas.
          Com as novas tecnologias acontece a mesma coisa, mas, surpreendentemente, ferramentas, quase sem querer, permitem que indivíduos se manifestem, debatam e argumentem livres de censura, o que é ótimo, embora não o suficiente.
          Há um paradoxo imenso em para que toda essa tecnologia foi criada e como é utilizada. O que supostamente aproximaria as pessoas, as tornou egoístas e individualistas.
          Ninguém conversa durante meros dez minutos sem a extrema necessidade de falar de si mesmos. É a primeira pessoa do singular exercida ditatorialmente, embora muitos não saibam qual é a famigerada primeira pessoa do singular da língua portuguesa.



          Todos querem falar, embora poucos queiram ouvir. É a verdadeira Torre de Babel. Talvez por isso o estresse seja o mal que degrada sociedades inteiras. Muitos caciques, poucos índios, todos usando o imperativo para se auto afirmar perante os seus pares. Tudo é palco e todos querem ser atores, sem se lembrar de que atores são os que recebem para viver diversas outras vidas, todas ficcionais, abandonando a própria vida a um plano descartável. E no fim da carreira pode ser impossível resgatar a vida real, acabando por se perder em um imenso e gelado vazio aterrador.



Marcelo Gomes Melo

Para ler e refletir

À procura de mim          Estou sempre me procurando para argumentar comigo mesmo, mas nunca me encontro. Estou sempre e...

Expandindo o pensamento