EasyHits4U

EasyHits4U.com - Your Free Traffic Exchange - 1:1 Exchange Ratio, Business social network. FREE Advertising!

Das luzes e das sombras que nos fazem imperfeitos



De todos os olhos do mundo, os seus, quando me tocam, me aquecem, me decifram, acariciam enquanto me percorrem, permanecem em mim e eu só consigo me infiltrar em você.
 De todos os lábios do mundo, os seus me hipnotizam quando se entreabrem, me falam, me pedem, me mandam, me querem e se mostram famintos.
 Eu só consigo saboreá-los, transformá-los em via para nossos desejos. De todos os corações, o seu se mistura ao meu, batendo em uníssono; o meu, baixo profundo e o seu, melodioso vai abrindo caminhos, desvendando os mistérios, mapeando a estrada dos nossos prazeres...
 

De todas as mãos do universo, as suas me seguram, se agarram em mim, se entrelaçam às minhas e nos unem como cabos de alta tensão, transportando energia vital transformada em amor, em paixão, em querer.
De todos os corpos do mundo, o seu é o meu, que me acende e me atrai, meu altar precioso, meu prazer infinito!
 Sem pensar, sem ousar, sem me dar qualquer opção, sei que lhe quero por completo, dos pés à cabeça, e me transformo em perfume para me impregnar em você!

 




                                   Marcelo Gomes Melo

    Selo de premiação do blog
           A indicação mais do que generosa da Jussara Tavares, “fera” do blog www.cantinhodajutavares.com muito nos honra com o selo de premiação “The Cracking Chrispmouse Bloggywog Award”, que é mais do que um incentivo aos blogueiros na atividade.

            A ideia do criador do selo é semear alegria, paz, esperança e amor com blog premiando blog e mantendo a corrente de reconhecimento e gentileza. As regras são:
          Mostrar o prêmio recebido.
1-    Divulgar a premiação do Blog com um Post linkando o Blog que o premiou.
2-    Nomear 15 outros blogs para receber o prêmio.
3-    Comentar em cada blog premiado colocando um link para a aquisição do mesmo.
Finalmente, eis os blogs que tenho a honra de indicar para receber o prêmio:
1-    http://www.gideoescangucu.com.br de Antonio Magnus;
2-    http://socuriosidadesedicas.blogspot.com.br de Marco Aurélio Müller;
3-    http://www.panoramamercantil.com.br de Eder Fonseca;
4-    http://www.emagrecerumdesafio.com de Rita de Lima;
6-    http://blogdabethmuniz.blogspot.com de Beth Muniz;
7-    http://rosasevinho.com/ de Aurélio Cesar Stupp;
8-    http://www.curtindoemcasa.blogspot.com.br/ de Alessandra Macedo Bispo;
9-    http://bhmulher.com.br de Lilian;
10- http://sopensandoemmoda.blogspot.com.br/ de Mari Angela Muller;
10-         http://www.ciceromattos.com/ de Cícero Mattos;
11-         http://www.aulasdenutricaoja.com.br/ de Rafael Teixeira;
12-         http://reducaocustos.blogspot.com.br de Ricardo Oliveira Guimarães;
13-         http://danysempre.blogspot.com.br/ de Janete Sales – Dany;
14-         http://maestroelias-cantor.blogspot.com.br de Elias Barboza;
15-         http://twitter.com/SylOficial de Syl.
A todos os indicados o meu agradecimento e honra em segui-los e partilhar notícias. Valeu!
                                Marcelo Gomes Melo

            “Pensar é estar doente dos olhos”


         Defendendo a simplicidade completa, afastando-se de todo e qualquer pensamento filosófico e proclamando-se um antimetafísico, Alberto Caeiro, poeta, heterônimo de Fernando Pessoa, defendia que pensar turva a visão, faz com que a beleza, por ser momentânea, perca-se em sua totalidade, visto que “o pensar” transporta o ser a um universo de difícil compreensão, carregado de metáforas e charadas cuja complexidade afeta a razão.
          Caeiro valoriza as sensações como a única realidade e foca-se na natureza em seus poemas de linguagem simples e familiar, construídos com versos simples. Seu interesse é retratar a realidade de forma visualmente objetiva e natural.
          Sendo um poeta do presente, não se importando com o que já passou ou com que possa vir, utiliza-se da natureza em seus poemas, aproximando-se do neoclassicismo pelo interesse pelo real e natural da vida.
          Como ideologia, o poeta valoriza o sentir, e isso faz com que consiga pregar o viver sem dor, envelhecer sem angústias e desespero no coração e na alma; não procura sentido algum para a vida nem para acontecimento algum no entorno, apenas sentindo, não raciocinando.
          Os versos abaixo de Fernando Pessoa sob o heterônimo de Alberto Caeiro exemplificam a arte e a capacidade do poeta de dissociar-se do que é fruto de pensamentos e filosofias vãs.
          Às vezes, em dias de luz perfeita e exata,
          Em que as cousas têm a realidade que podem ter,
          Pergunto a mim próprio devagar
          Por que sequer atribuo eu
          Beleza às cousas.
 
          Uma flor acaso tem beleza?
          Tem beleza acaso um fruto?
          Não: têm cor e forma
          E existência apenas.
          A beleza é o nome de qualquer cousa que não existe
          Que eu dou às cousas em troca do agrado que me dão.
          Não significa nada.
          Então por que digo eu das cousas: são belas?
 
          Sim, mesmo a mim, que vivo só de viver,
          Invisíveis, vêm ter comigo as mentiras dos homens
          Perante as cousas,
          Perante as cousas que simplesmente existem.
 
          Que difícil ser próprio e não ver senão o visível!


                                       Marcelo Gomes Melo

Para ler e refletir

A permanência sob os temporais           Eu quero permanecer sob a chuva, o mundo está tremendo como os meus sonhos. Aturd...